Categoria - Sem categoria

“Ilusão” na gestão

Segundo mágico, ilusionismo pode auxiliar o RH a engajar colaboradores

 

Para engajar a equipe, uma companhia precisa promover ações focadas no estímulo aos seus colaboradores. Transmitir os valores da empresa aos funcionários por meio de um truque de ilusionismo pode ser uma boa opção. Isso mesmo, você não leu errado. É o que sugere Issao Imamura, ilusionista brasileiro.

O mágico garante que a ilusão pode ajudar na gestão de pessoas e, com isso, criou o que ele chama de ilusionismo estratégico, com o objetivo de provocar reflexões incomuns na platéia. E para as companhias, o método auxilia as equipes a trabalharem mais a comunicação interpessoal e aprimorar o instinto de liderança necessário dentro de uma empresa.

Mas qual o “truque” para uma empresa ter uma boa gestão de pessoas? Para o mágico, o segredo é justamente seguir um dos princípios do ilusionismo: olhar para onde todos olham e enxergar aquilo que ninguém vê. “Se o mercado vê a escuridão, que todos da empresa enxerguem a luz. Se a maioria olha para a crise, que a empresa enxergue oportunidades”, analisa Imamura. Observar a realidade da empresa por um novo olhar proporciona à equipe uma nova mentalidade para superar problemas e provocar mudanças significativas tanto no ambiente interno quanto no mercado de trabalho.

Impactar a vida é o primeiro – e talvez o mais importante, segundo Imamura – passo para transformar a visão do colaborador. “O fato de a apresentação ser considerada irrealizável aos olhos da platéia é o ‘x’ da questão, já que ao praticar um feito considerado irreal pela perspectiva do observador, o ilusionista mostra que aquilo que parecia impossível talvez se torne possível caso eu tente alterar aquela realidade. Ou seja, o impossível é uma ilusão”, pondera o mágico.

Fonte: Melhor Gestão de Pessoas

Gestão de equipes de venda: 5 erros que não devem ser cometidos

A correta gestão da equipe de venda é um importante passo para otimizar os resultados de toda a loja, contribuindo para aumentar as vendas, aprimorar o atendimento aos clientes, reduzir desperdícios e fortalecer a marca.

Para isso é importante evitar alguns erros, que vão desde a falta de clareza no diálogo interno até a criação de metas ineficientes. Pensando nisso, criamos este post com 5 erros para não cometer. Confira!

1. Definir metas pouco eficientes

As metas são uma importante ferramenta para alinhar e motivar a equipe de venda, mas quando desenvolvidas do jeito errado, não têm o efeito desejado. Na realidade, muitas vezes, podem até ter um efeito contrário.

Metas de sucesso devem conter 5 principais características: devem ser claras, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com tempo bem definido. Se você levar esses pontos em consideração, conseguirá definir uma meta realmente inteligente.

2. Não investir na comunicação interna

Segundo Peter Drucker, mais de 60% dos problemas de uma empresa existem por falta de comunicação. Esse número é bastante elevado, mas pode ser facilmente corrigido: basta incentivar o diálogo dentro da empresa.

Ferramentas como e-mail corporativo, intranet, mural de recados, caixa de sugestões e muitas outras podem contribuir para eliminar essa falha. Além disso, é importante incentivar toda a liderança da empresa nesse mesmo sentido.

3. Criar equipes sem autonomia

A falta de autonomia pode ser um grande problema, afinal, ninguém quer ficar sempre dependendo de ordens para atuar. Quando isso acontece com a equipe de venda, ela fica desmotivada, menos criativa e apática.

Então é importante delegar aos vendedores tarefas relevantes e desafiadoras, como visitar os clientes mais importantes e participar ativamente do processo de aquisição de estoque. Essas pequenas ações podem melhorar a sinergia e engajar os funcionários.

4. Não ter as ferramentas adequadas

A falta de ferramentas prejudica o trabalho dos vendedores, tornando-o muito mais demorado que o necessário. Então é importante que toda a equipe esteja munida das ferramentas certas, especialmente de sistemas modernos e eficientes.

Um bom sistema pode dar celeridade às vendas e aumentar o desempenho dos vendedores, além de oferecer acesso remoto, controle de estoque e relatórios que podem ser usados nas reuniões de trabalho. Então invista nas melhores ferramentas.

5. Deixar de recompensar pelos resultados

A falta de um bom sistema de meritocracia, em que cada vendedor é recompensado pelos resultados, é outro erro que deve ser evitado. Não adianta apenas definir e cobrar metas, você deve recompensar todo trabalho bem-sucedido.

Muitos gestores deixam de fazer isso pensando no alto custo, mas a realidade é que existem muitas recompensas simples e eficientes. Por exemplo: você pode oferecer um dia de folga remunerada, uma premiação em bem ou um jantar para quem se destacar.

Todas esses erros que citamos devem ser eliminados, aumentando assim o nível de engajamento e comprometimento de todo o time.

Fonte: Sistema Hiper

Lojas Americanas abre vagas de emprego no Rio de Janeiro

Empresa oferece mais de 600 vagas temporárias e efetivas no Rio de Janeiro e Niterói

A rede Lojas Americanas seleciona funcionários para 650 vagas de emprego efetivo e temporário no Rio de Janeiro e Niterói, na Região Metropolitana.

São 600 chances para o cargo de auxiliar de loja e 50 para auxiliar de prevenção de perdas. É necessário ter enino médio completo e disponibilidade de horário. Não é exigida experiência.

Segundo a loja, são considerados pontos como facilidade em lidar com o público, dinamismo, simpatia, pró-atividade, boa comunicação. Os candidatos precisam ter idade igual ou acima de 18 anos para o cargo de auxiliar de loja, já para auxiliar de prevenção de perdas, a idade mínima é de 26 anos.

O processo seletivo será composto por entrevista pessoal e provas de matemática e língua portuguesa. É necessário que os candidatos levem carteira de trabalho, RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência, uma foto 3×4, declaração escolar, certificado de reservista e caneta para as provas.

O cadastro é realizado, até o dia 31 de março, de segunda a sexta, das 9h às 15h e aos sábados, somente às 9h, nos seguintes locais de atendimento: Centro do Rio de Janeiro (Rua do Passeio 56, na Cinelândia), Centro de Niterói (Rua Visconde de Uruguai 503) e Campo Grande (Rua Coronel Agostinho 112).

Benefícios

A Lojas Americanas oferece benefícios como vale-transporte, vale-refeição, plano de saúde e odontológico, descontos em faculdades e cursos de idiomas, além de plano de carreira.

Fonte: Jornal Extra

Foto: Divulgação – Pátio Divinópolis

P&G anuncia centro de inovação no Brasil

Localizado na região de Campinas, o centro de pesquisa deve desenvolver novos produtos, embalagens e processos produtivos sustentáveis

A P&G está investindo em seu desenvolvimento no Brasil e anunciou um centro de inovação no País, que será instalado na região de Campinas (SP). O centro se dedicará à pesquisa e desenvolvimento para toda a América Latina, nas áreas de cuidados com bebês, beleza, casa e higiene, femininos e orais. O objetivo é desenvolver produtos, embalagens e processos produtivos cada vez mais sustentáveis. O núcleo se dedicará também a pesquisas com consumidores, que terão desde focus groups até sessões de realidade virtual. O Centro de Inovação P&G no Brasil completa a lista de 17 centros  da marca espalhados pelo mundo.

A companhia está investindo cerca de R$ 150 milhões (US$ 50 milhões) para montar as instalações, viabilizar as operações e contratar mão-de-obra especializada. O centro exigirá aproximadamente 120 funções técnicas especializadas e contará ainda com programa de estágio para universitários . Inicialmente, o espaço ficará no antigo prédio administrativo da unidade de Louveira, ampliada em 2015.

A P&G trará tecnologias de ponta e equipamentos desenvolvidos exclusivamente para a companhia, que simulam condições climáticas e até mini linhas de produção, para testar a viabilidade de um novo produto e desenvolver protótipos.

A Investe São Paulo, agência de promoção de investimentos ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado de São Paulo, participou do desenvolvimento do centro de inovação, ajudando a P&G a conhecer melhor a estrutura de pesquisa no estado de São Paulo.

Fonte: Meio&Mensagem

Foto: Divulgação